PRF intensifica fiscalização de peso e dimensão no Sertão de Pernambuco

0

Hits: 1

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encaminhou para a delegacia um motorista que apresentou Autorização Especial de Trânsito (AET) na qual foram inseridos dados falsos. A falsidade ideológica foi descoberta, na última terça-feira (12), durante fiscalização voltada para as irregularidades no peso e dimensões dos veículos de carga. Esse tipo de fiscalização vem sendo intensificada no Sertão de Pernambuco desde o início do mês de setembro e já resultou na apreensão de cerca de 475 toneladas de mercadorias.

A carreta abordada pelos PRFs circulava na BR-116, no município de Belém de São Francisco. Quando solicitada a documentação, o motorista apresentou uma Autorização Especial de Trânsito (AET), que é obrigatória para as combinações de veículos com pelo menos 25 metros de cumprimento e fabricados depois de 03 de fevereiro de 2006. Ele entregou ainda 56 comprimidos de “rebite”.

Os agentes apreenderam a droga e descobriram, com uma simples medição do veículo, que informações contidas na AET eram falsas. A carreta possuía 19,8 metros e não 25 metros como estava descrito no documento. A prática configura o crime de falsidade ideológica, que vem sendo praticado com o objetivo de alterar o cumprimento do veículo para então aumentar o Peso Bruto Total Combinado (PBTC), ou seja, a capacidade de transportar mais peso, mais carga.

Caso idêntico aconteceu no último dia 7 de setembro, na BR-116, no município de Salgueiro. A AET recebeu dados falsos quanto ao cumprimento da combinação de veículos e foram apreendidas 11,3 toneladas de milho que eram transportadas excedendo o peso ideal para a carreta. O condutor também foi levado para a Delegacia de Polícia Civil para prestar outros esclarecimentos sobre a falsidade ideológica.

Da Assessoria/PRF-PE

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *