Papangu assassino: Polícia prende 4º suspeito de envolvimento na morte de dono de posto de combustíveis em Olinda

0

Hits: 10

A Polícia Civil prendeu nesta quinta-feira (14) um homem de 19 anos suspeito de envolvimento na morte do dono de um posto de combustíveis em Olinda, durante o carnaval. Rafael Gonçalves Elihimas, de 34 anos, foi assassinado por uma pessoa fantasiada de papangu, num local próximo aos principais polos de folia da cidade.

Este foi o quarto suspeito de envolvimento no crime a ser preso pela Polícia Civil. Ele foi preso na casa de uma irmã em Caetés, no município de Abreu e Lima, no Grande Recife. De acordo com o delegado Francisco Océlio, os quatro presos até o momento são suspeitos de extorquir a família do dono do posto.

“Essas quatro prisões temporárias que nós fizemos, duas delas, nós fizemos no interior, são de pessoas que estão sendo investigadas por conta de ligações extorquindo familiares da vítima exigindo determinada quantia, determinado valor”, afirmou o delegado.

Francisco Océlio também disse que essas supostas dívidas não foram comprovadas pela polícia até o momento.

“Segundo o extorsor, seria por conta de uma dívida de droga que a vítima teria deixado. Dívida essa, é bom que se diga, que ninguém da família atesta. O que se sabe é que Rafael, a vítima, não era usuário de drogas e muito menos detinha dívida, Então, nós trabalhamos com a questão da extorsão. Foram presos justamente porque essas pessoas detém informações privilegiadas acerca do conhecimento de informações e familiares e sabiam também do homicídio”, declarou o delegado.

A polícia disse que vai pedir ao Ministério Público e à Justiça a prorrogação do prazo para conclusão do inquérito, bem como da prorrogação das prisões temporárias, que inicialmente têm prazo de 30 dias.

O delegado também disse que a Polícia Civil está investigando quem seria a pessoa vestida de papangu que atirou no dono do posto.

“Pelo fato de o atirador estar vestido de papangu, não apareceu o rosto nas imagens, mas há outros elementos que nós conhecemos, como a estatura. Dá para ver que ele é franzino. Tem vários aspectos. Tem aspectos, também, possivelmente biológicos deixado, impressões digitais, tudo isso está sendo analisado. Mas para a polícia não precisa estar com o rosto aparecendo”, declarou

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *