Novas regras para o PIX entram em vigor no dia 2 de janeiro; veja o que muda

Hits: 13

As novas regras para o Pix, implementadas neste final de ano pelo Banco Central, começam a valer a partir da próxima segunda-feira, dia 02 de janeiro, e trazem mais praticidade e segurança para quem utiliza o sistema de pagamentos instantâneos.

Após o Brasil bater mais um recorde, com 99,4 milhões de transações via Pix em um dia, a instituição viu a necessidade de mudar algumas regras para transferência de dinheiro.

Veja então o que vai mudar a partir do próximo ano e como não ter problemas ao usar o Pix:

Novos limites

As novas regras do Pix incluem a mudança de limite de transferência. Hoje, há uma obrigatoriedade de valor máximo que o usuário pode transacionar. Esse valor varia de acordo com o banco e cada tipo de conta.

A partir de janeiro, você poderá utilizar todo o limite que tem em uma única transação. A nova norma também retira limites de transação para usuários finais que sejam empresas, ficando a critério de cada banco a definição desses valores.

Apesar de o limite por transação ser eliminado, a limitação de transferências por turno permanece. A mudança feita pelo Banco Central foi quanto ao valor. A partir de agora, cada usuário físico pode transferir até R$ 3 mil no período diurno e R$ 1 mil no período noturno.

“Essa medida tem como objetivo adequar os limites usualmente disponibilizados nos caixas eletrônicos para saques tradicionais. Assim, com o Pix Saque, os usuários terão acesso ao serviço com condições similares às do saque tradicional”, justificou o BC.

Pagamento de benefícios

Entre as novas regras do Pix, o Banco Central também considerou ampliar o regulamento em relação ao recebimento de benefícios.

A partir de agora, os usuários poderão receber salários, aposentadorias e pensões pagas pelo governo. Essa medida já é comum em empresas privadas e foi agora muito comemorada pelos funcionários públicos.

As novas regras do Pix passam a valer a partir de 2 de janeiro de 2023.

A exceção são os ajustes nas disposições relacionadas à disponibilização da funcionalidade de gestão dos limites para os clientes por meio do aplicativo ou do canal digital do banco, que valem a partir de 3 de julho de 2023.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *