Hits: 1

A prefeita de Serra Talhada, Márcia Conrado (PT), liderou no Clube da AABB o primeiro ato em defesa de seus candidatos, Lula e Raquel Lyra. Ela aproveitou para agradecer pela votação de seus candidatos no primeiro turno.

Ela, que tomou rumo diferente de Luciano Duque, alinhado com Marília Arraes, usou o discurso para desabafar. “Durante três anos diziam que a menina não ia pra lugar nenhum. Que a menina ia ser uma candidata poste. Que a menina não tinha competência. Mas, esqueceram de dizer que a menina tinha o povo. Tivemos a maior votação da história de Serra Talhada”, disse.

E disse mais, visivelmente emocionada: “foi um ano e dez meses de muito trabalho, de muita muita perseguição, mas de muita superação. Diziam que a lapada ia ser tão grande que a gente não ia sobreviver de tão tontos que íamos ficar. Mas, a lapada quem deu fomos nós. Mostramos que em terra de Maria Bonita, coronel não se cria”, sem dizer a quem endereçava o termo. Alguns afirmaram que o recado foi para Sebastião Oliveira, candidato a vice na chapa.

E justificou o apoio a Raquel: “Fui primeiro junto ao meu partido porque não eu mulher para tomar decisões na calada da noite, escondida. Sou mulher pra dizer que meu povo é a minha prioridade em qualquer momento”, disse, para acrescentar que esteve com nomes da legenda. “Vim escutar o meu povo é o meu povo gritou o nome da mulher mais competente para governar este estado e é Raquel Lyra”, concluiu.

Participaram do ato o seu esposo Breno Araújo; o vice-prefeito Márcio Oliveira; os vereadores Ronaldo de Dja, Gin Olivera, Romero do Carro de Som, Rosimério de Cuca, Agenor de Melo, Manoel Enfermeiro, Alice Conrado, Pessival Gomes, Zé Raimundo, Antônio da Melancia, China Menezes e o vereador licenciado Nailson Gomes; Fabinho do Sindicato e Cícero do Conselho, além das demais lideranças políticas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *