Lula avalia usar o orçamento secreto para Bolsa Família

Hits: 2

A equipe de transição do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), discute combinar três mecanismos para abrir espaço fiscal no orçamento estimado em cerca de R$ 175 bilhões e obter recursos para cumprir promessas de campanha. A ideia é ter dinheiro extra tanto para programas sociais como para investimentos que ajudem a aquecer a economia.

Durante a tarde desta segunda-feira, Lula, o seu vice eleito, Geraldo Alckmin (PSB), o senador eleito Wellington Dias (PT-PI) e técnicos da bancada petista no Senado debateram os detalhes dos custos de cada um dos programas.

Outra hipótese seria consultar o Tribunal de Contas da União (TCU) sobre um sinal verde para o uso dos créditos extraordinários e esse recurso poderia ser liberado por uma Medida Provisória (MP) assinada por Lula em janeiro, quando o petista tomará posse.

A terceira forma de obtenção de recursos é por meio do remanejamento das emendas do relator, que são conhecidas como orçamento secreto. A nova gestão avalia que poderia negociar com os parlamentares a destinação de recursos diretamente para o SUS ou para obras paradas.

Na quarta-feira, Alckmin irá se reunir em Brasília com o relator do orçamento, Marcelo Castro (MDB-PI) e com o presidente da comissão de orçamento, Celso Sabino (União-PA).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *